Home Liberdade de Expressão Blogoosfero: Plataforma livre para autonomia da blogosfera brasileira

Mídias Sociais

Facebook Twitter RSS Feed 

Newsflash

Brasil e UE farão reunião técnica em outubro

A presidente Dilma Rousseff deu um empurrão nas negociações de livre comércio entre o Brasil e a União Europeia, em uma reunião de cerca de duas horas com o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso. Ambos estão em Nova York para participar da assembleia anual das Nações Unidas, que será aberta hoje.

Leia mais...
Follow us on Twitter

Quem está on-line

Nós temos 83 visitantes e 1 membro online
  • AgrokrdFrott
Banner
Banner
Blogoosfero: Plataforma livre para autonomia da blogosfera brasileira PDF Imprimir E-mail
Escrito por Marcio Leal   
Seg, 20 de Junho de 2011 11:30

No I EEBP-PR foi apresentada e aprovada a ideia da Blogosfera Progressista ter um sistema que garantisse a “blindagem” dos Blogs, para usar a expressão do Esmael de Morais, o blogueiro mais censurado do Brasil.

A ideia foi criando corpo e se transformando em uma proposta técnica viável que contou com a criatividade da baiana COLIVRE – Cooperativa de Tecnologias Livres.

No BlogProgBahia realizado nos dias 10 e 11 de junho, a ideia já em forma de proposta foi apresentada sob o nome de Blogoosfero: Plataforma livre para autonomia da blogosfera brasileira. Liberdade de hospedagem e administração de blogs e redes sociais próprias e aprovada pela plenário do Encontro Estadual.

A plataforma foi apresentada por Vicente Aguiar da Colivre (BA) e Sérgio Luís Bertoni (ParanáBlogs) na atividade autogestionada Perseguição e censura contra a blogosfera, realizada na tarde de sábado, 18, discutida e aprovada no grupo de trabalho 4, realizado no domingo, 19, onde se destacou a importância da blogosfera gerir sua própria plataforma, deixar de ser apenas consumidora e passar a ser também administradora e provedora de serviços de internet, além de apoiar na prática do desenvolvimento tecnológico do Brasil.

O que é o Blogoosfero?

É um serviço integrado que possibilita criar e administrar blogs, redes sociais, assim como definir metapáginas agregadoras de páginas e links tipo paper.li / blogs / instant mensager / redes sociais / murais / atividades / blogs clonados.

Baseado no conceito de gerenciador de conteúdo para sites com redes sociais, tudo é integrado na mesma plataforma. Logo, se o administrador/autor mudar algum protocolo, por exemplo, no sistema mensageiro (mensager) a alteração irá ocorrer em todos os serviços que estiveram agregados à plataforma (Blog, Site, twitter, facebook, etc).

A plataforma permite criar clones dos blogs que são hospedados em lugar seguro, distinto daquele de origem do blog e substituí-lo automaticamente sempre que censurado ou bloqueado, seja por questões técnico-empresariais ou por decisões políticas ou juridicas.

A plataforma será mantida pelo próprio movimento dos blogueiros em parceria com o movimento de software livre, o que aumenta tanto a liberdade de ação e expressão como a segurança do sistema. Afinal, quem está dentro destes movimentos sabe quem invade e como invade, logo sabe muito bem como se defender, diminuindo a vulnerabilidade do serviço e aumentando a segurança dos dados e dos usuários.

A plataforma pode ter 3 perfis funcionando simultaneamente de forma sincronizada: usuário / comunidade / empreendimentos. No quesito empreendimentos estamos falando de uma associação entre redes sociais e economia solidária que permitirá prover serviços na internet e obter ingressos financeiros que ajudariam a autossustentar o projeto.

Usando a ferramenta livre noosfero é possível criar e manter sites distintos em uma só instalação. Com isso a Blogosfera Progressista deixa de ser apenas usuária, consumidora de serviços de internet e passa também a ser provedora e gestora de redes sociais próprias e autônomas, permitindo também a cobrança pelo serviço de hospedagem de sites, blogs e redes sociais de terceiros. Em outras palavras, em lugar de pagar para que empresas privadas, muitas delas ligadas a velha mídia e a grandes grupos econômicos, hospedem nossos blogs e sites, a blogosfera prestará este serviço para si mesma, para terceiros e se autofinanciará, reduzindo custos e estimulando formas alternativas de economia e empreendimento solidário e livre.

Também é possível criar um usuário único para todos os sistemas e redes sociais já existentes, facilitando ainda mais vida do usuário final deixando-o com mais tempo para blogar e se comunicar.

Por ser aberta e colaborativa, a plataforma possibilita que sejam integradas as demais iniciativas já em curso, tais como: a #teialivre, a #redeliberdade, o agregador de blogs do Barão de Itararé, a proposta de Paulo Henrique Amorim de criação de um pool de advogados para defender os blogueiros “sujos” e a de Rodrigo Viana de criação de uma cooperativa/pool para venda de publicidade, etc, mantendo a autonomia e independência de cada uma delas ao mesmo tempo que as integra.

Objetivos:

Criar e desenvolver uma plataforma (servidor, software, ferramentas de administração de blogs e redes sociais) autônoma e autogestionada que garanta a liberdade de expressão da blogosfera brasileira e forneça serviços e soluções seguros de publicação de conteúdo com proteção à informação e combate à censura e ao AI-5 digital.

Conceitos básicos (tags): Liberdade, Combate à Censura, Autonomia, Autogestão, Segurança, Agilidade nos Processos de Inovações e de Tomada de Decisões, Desenvolvimento Colaborativo e Comunitário, Construção Coletiva de Conhecimento, Fortalecimento da Cultura Digital, Desenvolvimento e Apropriação de Tecnologias Nacionais, Emancipação Tecnológica.

Fonte: ParanáBlogs, em 14/06/2011

 
 
Banner
Banner