Home Liberdade de Expressão Blogoosfero: Plataforma livre para autonomia da blogosfera brasileira

Mídias Sociais

Facebook Twitter RSS Feed 

Newsflash

Governo anuncia incentivo fiscal para setor de TI

A partir de hoje (01), o Governo amplia os incentivos tributários para o setor de TI e a redução de impostos, passando de 2,5% para 2% e de acordo com a Associação Brasileira das Empresas de TI (Brasscom) a economia para empresas pode chegar a R$ 1 bilhão por ano.

Leia mais...
Follow us on Twitter

Quem está on-line

Nós temos 34 visitantes online
Banner
Banner
Blogoosfero: Plataforma livre para autonomia da blogosfera brasileira PDF Imprimir E-mail
Escrito por Marcio Leal   
Seg, 20 de Junho de 2011 11:30

No I EEBP-PR foi apresentada e aprovada a ideia da Blogosfera Progressista ter um sistema que garantisse a “blindagem” dos Blogs, para usar a expressão do Esmael de Morais, o blogueiro mais censurado do Brasil.

A ideia foi criando corpo e se transformando em uma proposta técnica viável que contou com a criatividade da baiana COLIVRE – Cooperativa de Tecnologias Livres.

No BlogProgBahia realizado nos dias 10 e 11 de junho, a ideia já em forma de proposta foi apresentada sob o nome de Blogoosfero: Plataforma livre para autonomia da blogosfera brasileira. Liberdade de hospedagem e administração de blogs e redes sociais próprias e aprovada pela plenário do Encontro Estadual.

A plataforma foi apresentada por Vicente Aguiar da Colivre (BA) e Sérgio Luís Bertoni (ParanáBlogs) na atividade autogestionada Perseguição e censura contra a blogosfera, realizada na tarde de sábado, 18, discutida e aprovada no grupo de trabalho 4, realizado no domingo, 19, onde se destacou a importância da blogosfera gerir sua própria plataforma, deixar de ser apenas consumidora e passar a ser também administradora e provedora de serviços de internet, além de apoiar na prática do desenvolvimento tecnológico do Brasil.

O que é o Blogoosfero?

É um serviço integrado que possibilita criar e administrar blogs, redes sociais, assim como definir metapáginas agregadoras de páginas e links tipo paper.li / blogs / instant mensager / redes sociais / murais / atividades / blogs clonados.

Baseado no conceito de gerenciador de conteúdo para sites com redes sociais, tudo é integrado na mesma plataforma. Logo, se o administrador/autor mudar algum protocolo, por exemplo, no sistema mensageiro (mensager) a alteração irá ocorrer em todos os serviços que estiveram agregados à plataforma (Blog, Site, twitter, facebook, etc).

A plataforma permite criar clones dos blogs que são hospedados em lugar seguro, distinto daquele de origem do blog e substituí-lo automaticamente sempre que censurado ou bloqueado, seja por questões técnico-empresariais ou por decisões políticas ou juridicas.

A plataforma será mantida pelo próprio movimento dos blogueiros em parceria com o movimento de software livre, o que aumenta tanto a liberdade de ação e expressão como a segurança do sistema. Afinal, quem está dentro destes movimentos sabe quem invade e como invade, logo sabe muito bem como se defender, diminuindo a vulnerabilidade do serviço e aumentando a segurança dos dados e dos usuários.

A plataforma pode ter 3 perfis funcionando simultaneamente de forma sincronizada: usuário / comunidade / empreendimentos. No quesito empreendimentos estamos falando de uma associação entre redes sociais e economia solidária que permitirá prover serviços na internet e obter ingressos financeiros que ajudariam a autossustentar o projeto.

Usando a ferramenta livre noosfero é possível criar e manter sites distintos em uma só instalação. Com isso a Blogosfera Progressista deixa de ser apenas usuária, consumidora de serviços de internet e passa também a ser provedora e gestora de redes sociais próprias e autônomas, permitindo também a cobrança pelo serviço de hospedagem de sites, blogs e redes sociais de terceiros. Em outras palavras, em lugar de pagar para que empresas privadas, muitas delas ligadas a velha mídia e a grandes grupos econômicos, hospedem nossos blogs e sites, a blogosfera prestará este serviço para si mesma, para terceiros e se autofinanciará, reduzindo custos e estimulando formas alternativas de economia e empreendimento solidário e livre.

Também é possível criar um usuário único para todos os sistemas e redes sociais já existentes, facilitando ainda mais vida do usuário final deixando-o com mais tempo para blogar e se comunicar.

Por ser aberta e colaborativa, a plataforma possibilita que sejam integradas as demais iniciativas já em curso, tais como: a #teialivre, a #redeliberdade, o agregador de blogs do Barão de Itararé, a proposta de Paulo Henrique Amorim de criação de um pool de advogados para defender os blogueiros “sujos” e a de Rodrigo Viana de criação de uma cooperativa/pool para venda de publicidade, etc, mantendo a autonomia e independência de cada uma delas ao mesmo tempo que as integra.

Objetivos:

Criar e desenvolver uma plataforma (servidor, software, ferramentas de administração de blogs e redes sociais) autônoma e autogestionada que garanta a liberdade de expressão da blogosfera brasileira e forneça serviços e soluções seguros de publicação de conteúdo com proteção à informação e combate à censura e ao AI-5 digital.

Conceitos básicos (tags): Liberdade, Combate à Censura, Autonomia, Autogestão, Segurança, Agilidade nos Processos de Inovações e de Tomada de Decisões, Desenvolvimento Colaborativo e Comunitário, Construção Coletiva de Conhecimento, Fortalecimento da Cultura Digital, Desenvolvimento e Apropriação de Tecnologias Nacionais, Emancipação Tecnológica.

Fonte: ParanáBlogs, em 14/06/2011

 
 
Banner
Banner