Home Notícias Infraestrutura MDA planeja 1.716 novas Casas Digitais em 2012

Mídias Sociais

Facebook Twitter RSS Feed 

Newsflash

Fundação Palmares e Ministério das Relações Exteriores lançam o Edital Conexão Brasil-África

“A partir de hoje, a sociedade civil brasileira estará mais próxima do continente que nos deu o sentido de brasilidade e de nação”. Foi com essa afirmação que o presidente da Fundação Cultural Palmares (FCP), Eloi Ferreira de Araujo, deu início à cerimônia de assinatura do Protocolo de Intenções e Programa de Parceria: Cooperação Sul-Sul Conexão Brasil-África, firmado entre a Palmares e a Agência Brasileira de Cooperação do Ministério das Relações Exteriores (ABC/MRE).

Leia mais...
Follow us on Twitter

Quem está on-line

Nós temos 33 visitantes online
Banner
Banner
MDA planeja 1.716 novas Casas Digitais em 2012 PDF Imprimir E-mail
Escrito por Marcio Leal   
Sex, 13 de Janeiro de 2012 11:39

O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) anunciou uma ampliação do acesso das populações rurais à informática e à internet. Até 2011, por meio do Projeto Territórios Digitais, foram implantadas 413 Casas Digitais. Destas, 122 estão em funcionamento e outras 291 estão prontas, mas aguardam instalação de antena de transmissão de internet para entrar em atividade. Em 2012, o MDA planeja 1.716 novas Casas Digitais em parceria com o Ministério das Comunicações (MiniCom), além de outros acordos para implantação do projeto.

Casa Digital do MDA

A Casa Digital funciona como ambiente de troca e de intercâmbio de aprendizagem, crescimento e convivência virtual. Por meio dela, a população rural pode obter conhecimentos de informática, novas oportunidades de emprego, além da troca de experiências entre as comunidades rurais.

“Onde chegamos, o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é muito baixo”, diz Rossana Moura, coordenadora da equipe de territórios digitais do Núcleo de Estudos Agrários e Desenvolvimento Rural (NEAD). “A implantação da Casa Digital proporciona a essa população a possibilidade de informações básicas, como cidadania.”

Uma Casa Digital padrão dispõe de um kit de equipamentos novos, doados pelo governo federal, com 11 computadores, uma impressora, um roteador wireless, um projetor multimídia, 11 cadeiras e mesas de computador. Outras parcerias também são possíveis, tais como doação de computadores pelos governos estaduais, municipais e organizações não governamentais.

“Por meio da Casa Digital, nosso público começa a se reconhecer como cidadão, a ter possibilidade de acessar informações. Além das ferramentas tecnológicas, internet, editores de texto e planilhas, nossa capacitação inclui a convivência e o diálogo que esse público vai ter com o mundo virtual”, explica Rossana.

Parcerias

O programa tem como parceiros o Ministério das Comunicações, estados, municípios, universidades, sociedade civil e movimentos sociais. Aos parceiros comunitários cabe ceder o espaço adequado, seguro e em condições mínimas para recebimento do projeto, e a gestão comunitária do espaço, visando ao bom funcionamento do projeto em sua comunidade.

Aos parceiros do governo, cabe ceder os computadores, as mesas e as cadeiras para viabilizar o funcionamento da casa, providenciar ajuda de custo para o gestor, prover conexão de internet para disponibilizar acesso livre e gratuito às comunidades nas quais funcionam as casas.

Ao MDA cabe a criação de estratégias e gestão do projeto, formação de gestores e facilitadores da comunidade, e viabilizar infraestrutura de equipamentos para implantação da casa. O uso de satélite para prover conexão é a forma mais viável para comunidades rurais e locais isolados e sem infraestrutura de redes.

Há ainda as localidades em que é possível o uso de outras tecnologias, como a fibra óptica ou WiMax. No caso das Casas Digitais o acesso mais usado é a política pública do GESAC (Governo Eletrônico de Atendimento ao Cidadão), que usa antenas de conexão via satélite.

Fonte: IPNews, em 13/01/2012

LEIA TAMBÉM:

 
 
Banner
Banner