Home Desgoverno da Oposição Governo Serra Tucano Merval aposenta Serra na Prefeitura de SP

Mídias Sociais

Facebook Twitter RSS Feed 

Newsflash

CUT diz que irá às ruas para defender réus do mensalão

O novo presidente da CUT (Central Única dos Trabalhadores), Vagner Freitas, 46, diz que pode levar às ruas a força da maior central sindical do país para defender os réus do mensalão, que começarão a ser julgados pelo Supremo Tribunal Federal em agosto.

Leia mais...
Follow us on Twitter

Quem está on-line

Nós temos 21 visitantes e 2 membros online
  • elgreavermiche
Banner
Banner
Tucano Merval aposenta Serra na Prefeitura de SP PDF Imprimir E-mail
Escrito por Marcio Leal   
Qui, 23 de Fevereiro de 2012 18:17

As posições estão aclaradas no PSDB. Em O Globo, sob o título Guizo no gato, o colunista Merval Pereira vocaliza, hoje, os desejos da ala que vê no ex-governador Aécio Neves o candidato do partido a presidente em 2014.

Tucano Merval aposenta Serra na Prefeitura de SP
Foto: Pedro Cisalpino_divulgação

Um contingente que não apenas contas as horas, ansioso, até que o ex-governador José Serra se torne o candidato do partido a prefeito de São Paulo, mas também exige, desde já, que ele cumpra o mandato até o fim. Serra, nas palavras de Merval, tem de “se convencer de que seu sonho de disputar a Presidência pela terceira vez não passa disso, e cair na realidade”.

Para o colunista, que não tem ficha de filiação assinada no PSDB, mas cujo endereço editorial é procurado pelos tucanos para orientação, o partido “já se definiu pela busca de alternativa nova representada pelo senador mineiro Aécio Neves”. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, pode não ter gostado deste trecho, mas a parte em que Merval outra vez empurra Serra para aceitar a candidatura lhe convém. “Reassumindo os contatos para uma futura candidatura, Serra volta a ser peão importante para a estratégia tucana em São Paulo e no país”.

Serra: peão! Merval assegura que a expectativa dos tucanos quanto ao ex-governador paulista tem “horizonte limitado: Prefeitura de São Paulo, e não Presidência”.

Para que não fique dúvida sobre o que o oráculo quis dizer, o fecho contém uma ideia que, efetivamente, talvez jamais tenha passado pela cabeça de José Serra, mas que Merval julga importante ele considerar. “Serra terá de convencer o seu eleitorado de que sua opção pela prefeitura é definitiva, e nada melhor para isso do que, ao anunciar sua candidatura, anunciar também o apoio à Aécio Neves à Presidência”. Combinado, Serra?

Fonte: Brasil 247, em 15/02/2012

 

LEIA TAMBÉM:

 
 
Banner
Banner