Home Notícias Internacional Republicanos nos EUA disputam indicação à presidência em ‘supervotação’

Mídias Sociais

Facebook Twitter RSS Feed 

Newsflash

CUT diz que irá às ruas para defender réus do mensalão

O novo presidente da CUT (Central Única dos Trabalhadores), Vagner Freitas, 46, diz que pode levar às ruas a força da maior central sindical do país para defender os réus do mensalão, que começarão a ser julgados pelo Supremo Tribunal Federal em agosto.

Leia mais...
Follow us on Twitter

Quem está on-line

Nós temos 73 visitantes e 1 membro online
  • ritaslut
Banner
Banner
Republicanos nos EUA disputam indicação à presidência em ‘supervotação’ PDF Imprimir E-mail
Escrito por Marcio Leal   
Ter, 06 de Março de 2012 14:19

Um retrato mais claro do que serão as eleições americanas, em novembro, pode emergir da rodada múltipla de votações dentro do Partido Republicano nesta terça-feira para escolher quem será o adversário do presidente Barack Obama.

A chamada Super Terça, um dos momentos mais importantes do calendário pré-eleitoral dos partidos, terá eleições primárias ou prévias republicanas em dez Estados, com outro dando início a suas convenções.

Georgia, Ohio, Tennessee, Virginia, Oklahoma, Massachusetts e Vermont realizarão primárias. Já prévias serão realizadas nos Estados de Idaho, Dakota do Norte e Alasca. Além destes, Wyoming também dá início às suas convenções.

A principal disputa será entre o multimilionário Mitt Romney, que fez fortuna como empresário e hoje se vende com uma espécia de “CEO” para a o país, e Rick Santorum, de notório conservadorismo social e simpático à influência da Igreja em assuntos de Estado.

Romney, que perdeu a indicação republicana em 2008 para John McCain, lidera a disputa este ano, mas é acusado por Santorum de não ser capaz de “inspirar” o eleitorado republicano.

“Crescendo em uma cidade de metalúrgicos, tendo de lutar por tudo, é exatamente o tipo de pessoa que precisamos ter na Casa Branca, com os grandes problemas que esse país enfrenta”, disse Santorum em Ohio, implicitamente criticando a falta de contato de Romney com os americanos carentes.

Santorum, um expoente evangélico que faz contraponto ao mormonismo de Romney, tem aglutinado a preferência de seus colegas de credo e dos eleitores mais conservadores – e também de partidários democratas, que consideram suas visões extremas mais fáceis de serem derrotadas em uma eleição.

Além dos dois protagonistas, estão na disputa Newt Gingrich e Ron Paul, que seguem na terceira e última posição, respectivamente.

Mapa eleitoral

Os olhos estão voltados principalmente para o “Estado pêndulo” de Ohio, assim chamado porque, tradicionalmente, seu eleitorado não estabelece fidelidade com nenhum partido ou pré-candidato.

O Estado tem 66 delegados, mas tão importante quanto eles é o aval político da maioria. As pesquisas mostram Rick Santorum e Mitt Romney em empate técnico, cada qual com cerca de um terço do eleitorado. Nos últimos dias, ambos os candidatos têm feito campanha intensa no Estado.

Romney, que foi governador de Massachusetts, deve levar os Estados na chamada Nova Inglaterra, como Virginia e Vermont – o menor colégio eleitoral da rodada. Mas Santorum vai bem nas pesquisas nos conservadores – e populosos – Oklahoma, Tennessee, Dakota do Norte e Idaho.

Além disso, as pesquisas indicam que Gingrich tem eleitores de folga para vencer as eleições em sua base eleitoral, o Estado da Geórgia, que tem 76 delegados, o maior colégio eleitoral da rodada. Mas sua candidatura está sob pressão e, dependendo do resultado, as análises são de que possa desistir do páreo.

Estão em disputa 437 delegados – um pré-candidato precisa de 1.144 deles para vencer a indicação durante a convenção do partido, na Flórida, em agosto.

É consenso entre os analistas que mesmo a megarrodada de votações não deve proclamar nenhum dos dois candidatos vencedores.

Os 437 delegados nesta fase devem ser, segundo as regras do partido, distribuídos proporcionalmente à votação dos candidatos. A partir de 1º de abril o vencedor de cada primária recebe todos os delegados dos Estados.

Por causa das confusas e variáveis regras que regem essas eleições prévias, ninguém sabe ao certo quão larga é a vantagem de Romney. Em parte porque, na convenção do partido, nem todos os delegados dos Estados são obrigados a votar no vencedor em seu Estado.

A agência AP, que conta os delegados obrigados a votar nos candidatos e entrevista aqueles que não são para saber suas intenções de voto, calcula que Romney tem 203 votos, Santorum, 92, Gingrich, 33, e Ron Paul, 20.

Fonte: Jornal Correio do Brasil, em 06/03/2012

 

LEIA TAMBÉM:

 
 
Banner
Banner