Home Notícias Acontece nos Estados Pronatec vai oferecer mais de 58 mil vagas em cursos no Rio Grande do Sul

Mídias Sociais

Facebook Twitter RSS Feed 

Newsflash

Luiz Dulci: Ampliação da participação social foi maior legado de governo democrático e popular

Na abertura da mesa, o presidente da Central, Artur Henrique, e o ex-ministro da Secretaria Geral da Presidência da República e Diretor do Instituto Lula, Luiz Dulci, fizeram um balanço dos governos populares de Lula e Dilma em contraposição ao período neoliberal que os antecedeu.

Leia mais...
Follow us on Twitter

Quem está on-line

Nós temos 17 visitantes online
Banner
Banner
Pronatec vai oferecer mais de 58 mil vagas em cursos no Rio Grande do Sul PDF Imprimir E-mail
Escrito por Marcio Leal   
Sáb, 17 de Março de 2012 23:44

O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) beneficiará, este ano, 84 municípios do Rio Grande do Sul com cursos de qualificação profissional. São mais de 58 mil vagas, disponíveis a partir deste mês. A iniciativa faz parte da estratégia do Plano Brasil Sem Miséria, coordenado pelo Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). A meta do plano é atender, até 2014, cerca de 16,2 milhões de pessoas que vivem em situação de extrema pobreza, por meio de políticas públicas de transferência de renda, acesso a serviços públicos e inclusão produtiva.

“Com a capacitação da mão de obra local, é possível atender a demanda dos municípios, com a inserção dessas pessoas no mercado de trabalho”, diz o diretor de Inclusão Produtiva Urbana da Secretaria Extraordinária para Superação da Extrema Pobreza do MDS, Luiz Müller. Isso, acrescenta, contribuirá para a geração de renda às famílias em situação de vulnerabilidade.

As pré-matrículas serão abertas a partir do próximo dia 26, com 189 modalidades em diferentes setores, como construção civil, indústria, comércio e serviços. Entre os cursos disponíveis no estado, há vagas para eletricista industrial, caldeiro, desenhista da construção civil, pedreiro, costureiro, marceneiro, aplicador de revestimento cerâmico, gesseiro, pizzaiolo, mestre de obras, pintor, carpinteiro de obras e operador de computador, entre outros.

Prefeituras

O público-alvo são as pessoas, com idade entre 18 e 59 anos, inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal – entre elas, os beneficiários dos programas de transferência de renda. As vagas são oferecidas em municípios com mais de 50 mil habitantes ou que tenham grandes empreendimentos em fase de instalação.

Na maioria das cidades, os Centros de Referência de Assistência Social (Cras), vinculados às secretarias municipais de Assistência Social, recebem inscrições para as turmas de qualificação. Quando for se inscrever, a pessoa deve ter o Número de Informação Social (NIS) da família e o Cadastro para Pessoas Físicas (CPF). Mais informações sobre o programa podem ser obtidas pelo site http://pronatecportal.mec.gov.br.

As prefeituras participam da mobilização para divulgar os cursos, que são dados pelos serviços nacionais de Aprendizagem Comercial (Senac) e de Aprendizagem Industrial (Senai) e pelas instituições federais de Educação Profissional e Tecnológica. Os inscritos no Pronatec têm as despesas com transporte e alimentação custeadas pelo programa. Além disso, todos os cursos e o material didático são gratuitos. Pessoas que recebem Bolsa Família ou o Benefício de Prestação Continuada (BPC) não perdem o benefício quando participam dos cursos.

Fonte: Ministério do Desenvolvimento Social, em 16/03/2012

 

LEIA TAMBÉM:

 
 
Banner
Banner