Home Notícias Debate O mapa das micro e pequenas empresas

Mídias Sociais

Facebook Twitter RSS Feed 

Newsflash

CUT diz que irá às ruas para defender réus do mensalão

O novo presidente da CUT (Central Única dos Trabalhadores), Vagner Freitas, 46, diz que pode levar às ruas a força da maior central sindical do país para defender os réus do mensalão, que começarão a ser julgados pelo Supremo Tribunal Federal em agosto.

Leia mais...
Follow us on Twitter

Quem está on-line

Nós temos 74 visitantes online
Banner
Banner
O mapa das micro e pequenas empresas PDF Imprimir E-mail
Escrito por Marcio Leal   
Ter, 10 de Abril de 2012 11:33

As pequenas e médias empresas (MPEs) são fundamentais para promover o crescimento econômico, criar empregos e renda e melhorar as condições de vida da população. Os indicadores desse segmento empresarial demonstram sua importância na economia, não só no Brasil, mas em todo o mundo.

A contribuição das MPEs é reconhecida principalmente na capilaridade que estes negócios propiciam e na absorção de mão de obra, inclusive aquela com maior dificuldade de inserção no mercado, como jovens em busca pelo primeiro emprego e as pessoas com mais de 40 anos. As pequenas empresas também são capazes de dinamizar a economia dos municípios e bairros das grandes metrópoles.

“Pequenas empresas são o sustentáculo de uma economia em qualquer lugar do mundo. São elas que agregam valor a produtos e serviços”, afirma o diretor executivo do Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec), incubadora de empresas da Universidade de São Paulo (USP), Sérgio Risola. Segundo dados mais recentes do IBGE, as MPEs representam 20% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, são responsáveis por 60% dos 94 milhões de empregos no país e constituem 99% dos 6 milhões de estabelecimentos formais existentes no país. A maior parte dos negócios estão localizados na região Sudeste (com quase 3 milhões de empresas) e o setor preferencial é o comércio, seguido de serviços, indústria e construção civil.

Desde 2000, a participação das MPEs no total de empreendimentos produtivos brasileiros aumento bastante. Enquanto a taxa de crescimento anual foi de 4% para o total de empresas, independente do porte, para as pequenas empresas foi de 6,2%, e 3,8% para as micro, entre 2000 e 2008. Nesse mesmo período, as MPEs foram responsáveis por aproximadamente metade dos postos e trabalho formais criados, ou seja, 4,5 milhões de empregos.

O faturamento das MPEs também cresceu consideravelmente nos últimos anos. No primeiro semestre de 2010, a receita real registrou aumento de 10,7% comparado ao mesmo período de 2009. Este indicador aponta que as pequenas empresas superam o ritmo de crescimento da economia brasileira. Essa é a maior taxa de crescimento de faturamento desde que o Sebrae iniciou a pesquisa, em 1998.

O mapa MPE Data

Construído pelo Observatório das Micro e Pequenas Empresas do Sebrae, o MPE Data consolida e reúne os principais dados e estatísticas oficiais sobre os micro e pequenos negócios brasileiros. O MPE Data informa desde o número de MPEs no Brasil, onde estão e em que setores, até quantos são e qual o perfil dos empregados, quantas exportam, qual a taxa de sobrevivência e quantas participam do Simples Nacional.

A ferramenta permite o acesso a cerca de 2.500 informações diretas de fontes como o Ministério do Desenvolvimento, Receita Federal, IBGE, Ministério do Planejamento, Ministério do Trabalho e Emprego, Dieese, Seade e Sebrae. Ele reúne, em um só mapa, informações fragmentadas e dispersas em diversos órgãos. É uma boa fonte de consultora sobre as micro e pequenas empresas brasileiras. Para pesquisar, acesse:

Mapa das Micro e Pequenas Empresas do Sebrae:

Dados gerais das MPEs brasileiras

20% do PIB >> R$ 700 bilhões
99% das empresas >> 5,7 milhões de MPEs
60% dos empregos >> 56,4 milhões de empregos

Fonte: Brasil Empreendedor

 

LEIA TAMBÉM:

 
 
Banner
Banner