Home Notícias Debate O mapa das micro e pequenas empresas

Mídias Sociais

Facebook Twitter RSS Feed 

Newsflash

Ciências Sem Fronteira manda 6,7 mil pesquisadores brasileiros para o exterior

Mais de 6,7 mil brasileiros já foram beneficiados pelo programa Ciências Sem Fronteira, que financia estudos para pesquisadores no exterior. Os dados fazem parte de balanço, divulgado pelo ministro de Educação (MEC), Aloizio Mercadante.

Leia mais...
Follow us on Twitter

Quem está on-line

Nós temos 74 visitantes e 1 membro online
  • WendellJicle
Banner
Banner
O mapa das micro e pequenas empresas PDF Imprimir E-mail
Escrito por Marcio Leal   
Ter, 10 de Abril de 2012 11:33

As pequenas e médias empresas (MPEs) são fundamentais para promover o crescimento econômico, criar empregos e renda e melhorar as condições de vida da população. Os indicadores desse segmento empresarial demonstram sua importância na economia, não só no Brasil, mas em todo o mundo.

A contribuição das MPEs é reconhecida principalmente na capilaridade que estes negócios propiciam e na absorção de mão de obra, inclusive aquela com maior dificuldade de inserção no mercado, como jovens em busca pelo primeiro emprego e as pessoas com mais de 40 anos. As pequenas empresas também são capazes de dinamizar a economia dos municípios e bairros das grandes metrópoles.

“Pequenas empresas são o sustentáculo de uma economia em qualquer lugar do mundo. São elas que agregam valor a produtos e serviços”, afirma o diretor executivo do Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec), incubadora de empresas da Universidade de São Paulo (USP), Sérgio Risola. Segundo dados mais recentes do IBGE, as MPEs representam 20% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, são responsáveis por 60% dos 94 milhões de empregos no país e constituem 99% dos 6 milhões de estabelecimentos formais existentes no país. A maior parte dos negócios estão localizados na região Sudeste (com quase 3 milhões de empresas) e o setor preferencial é o comércio, seguido de serviços, indústria e construção civil.

Desde 2000, a participação das MPEs no total de empreendimentos produtivos brasileiros aumento bastante. Enquanto a taxa de crescimento anual foi de 4% para o total de empresas, independente do porte, para as pequenas empresas foi de 6,2%, e 3,8% para as micro, entre 2000 e 2008. Nesse mesmo período, as MPEs foram responsáveis por aproximadamente metade dos postos e trabalho formais criados, ou seja, 4,5 milhões de empregos.

O faturamento das MPEs também cresceu consideravelmente nos últimos anos. No primeiro semestre de 2010, a receita real registrou aumento de 10,7% comparado ao mesmo período de 2009. Este indicador aponta que as pequenas empresas superam o ritmo de crescimento da economia brasileira. Essa é a maior taxa de crescimento de faturamento desde que o Sebrae iniciou a pesquisa, em 1998.

O mapa MPE Data

Construído pelo Observatório das Micro e Pequenas Empresas do Sebrae, o MPE Data consolida e reúne os principais dados e estatísticas oficiais sobre os micro e pequenos negócios brasileiros. O MPE Data informa desde o número de MPEs no Brasil, onde estão e em que setores, até quantos são e qual o perfil dos empregados, quantas exportam, qual a taxa de sobrevivência e quantas participam do Simples Nacional.

A ferramenta permite o acesso a cerca de 2.500 informações diretas de fontes como o Ministério do Desenvolvimento, Receita Federal, IBGE, Ministério do Planejamento, Ministério do Trabalho e Emprego, Dieese, Seade e Sebrae. Ele reúne, em um só mapa, informações fragmentadas e dispersas em diversos órgãos. É uma boa fonte de consultora sobre as micro e pequenas empresas brasileiras. Para pesquisar, acesse:

Mapa das Micro e Pequenas Empresas do Sebrae:

Dados gerais das MPEs brasileiras

20% do PIB >> R$ 700 bilhões
99% das empresas >> 5,7 milhões de MPEs
60% dos empregos >> 56,4 milhões de empregos

Fonte: Brasil Empreendedor

 

LEIA TAMBÉM:

 
 
Banner
Banner