Home Notícias Acontece nos Estados Estado lança RS Mais Renda

Mídias Sociais

Facebook Twitter RSS Feed 

Newsflash

Políticas de austeridade não são a melhor resposta para enfrentar a crise, afirma Dilma

A presidenta Dilma Rousseff afirmou neste sábado (17), em Cádiz, na Espanha, na primeira sessão plenária da XXII Cúpula Ibero-americana, que as políticas de austeridade implementadas por alguns países europeus não são a melhor resposta para enfrentar a crise.

Leia mais...
Follow us on Twitter

Quem está on-line

Nós temos 28 visitantes online
Banner
Banner
Estado lança RS Mais Renda PDF Imprimir E-mail
Escrito por Marcio Leal   
Seg, 23 de Abril de 2012 12:42

O governo do Estado lançou na manhã desse sábado o projeto RS Mais Renda, voltado às famílias de baixa renda atendidas pelo programa Bolsa-Família. Ao todo, serão investidos R$ 100 milhões para complementar a renda dessas famílias, desde que um integrante participe dos cursos de qualificação profissional. Ao todo, 33 municípios da região Metropolitana assinaram o termo de adesão ao programa.

Segundo o governador Tarso Genro, essa é uma maneira de estimular o desenvolvimento do cidadão, reunindo em um projeto ações de inclusão social, educação e qualificação profissional. O lançamento do RS Mais Renda, que contou com a presença de diversos secretários estaduais e deputados, ocorreu no Centro Humanístico Vida, no bairro Rubem Berta, na zona Norte de Porto Alegre. Junto com o lançamento do programa, ocorreu ainda o Mutirão Social, no qual a comunidade pode confeccionar documentos, como, por exemplo, Carteira de Identidade, CPF e certidões de nascimento e de casamento. Pode também se informar sobre serviços sociais e participar de feiras de economia solidária.

Segundo o chefe da Casa Civil, Carlos Pestana, a versão gaúcha do programa Brasil Sem Miséria pretende beneficiar 90 mil famílias, até 2014. "Com certeza, a maior mazela do país é a extrema pobreza. O desafio é fazer com que milhares de gaúchos saiam dessa situação. A ideia é que eles possam se emancipar do governo", afirmou. Até agora já foram beneficiadas mais de 5,5 mil famílias. Até o final deste ano, a previsão é que sejam mais 22 mil; em 2013, mais 28 mil; e em 2014, mais 40 mil.

Cerca de 306 mil gaúchos encontram-se em situação de extrema pobreza. De acordo com o secretário estadual do Trabalho, Luis Augusto Lara, com este projeto o governo consolida como seus dois eixos a inclusão social e a educação. "Esse é o nosso compromisso social", afirma Lara. Ele lembrou ainda que, no início, muitas pessoas tinham receio de fazer algum tipo de curso de qualificação e perderem o benefício do Bolsa-Família. "Queremos agora mostrar que estavam errado. Além de não perderem o benefício, vão receber um bônus no valor de R$ 50,00."

O mesmo vale para aqueles que recebam o Bolsa-Família e estejam matriculados no Ensino Médio ou no Ensino de Jovens e Adultos (EJA). Essas famílias deverão procurar os Centros de Referência da Assistência Social (CRAs), as Coordenadorias Regionais de Educação (CREs), ou escritórios da Emater e se inscreverem. O RS Mais Renda é repassado por períodos mínimos de seis meses. Desde março, o programa já começou a ser pago para mais de 5,5 mil pessoas.

Fonte: Jornal Correio do Povo (RS), em 23/04/2012

 

LEIA TAMBÉM:

 
 
Banner
Banner