Home Notícias Infraestrutura Governo já ultrapassou em quase um milhão a meta de atendidos pelo Luz para todos, afirma Dilma

Mídias Sociais

Facebook Twitter RSS Feed 

Newsflash

Artigo: Por um novo paradigma de desenvolvimento, de Márcio Leal

A economia mundial passa por uma grave crise: as, até então consideradas, economias desenvolvidas, tiveram seus alicerces balançados, trazendo insegurança social e financeira para a população dos EUA e Europa, com o risco de contagiar todo o resto do mundo globalizado, principalmente os países em desenvolvimento, como Brasil, Índia e China.

Leia mais...
Follow us on Twitter

Quem está on-line

Nós temos 34 visitantes online
Banner
Banner
Governo já ultrapassou em quase um milhão a meta de atendidos pelo Luz para todos, afirma Dilma PDF Imprimir E-mail
Escrito por Marcio Leal   
Sáb, 12 de Maio de 2012 09:16

A presidenta Dilma Rousseff afirmou hoje (8), na coluna Conversa com a Presidenta, que o governo brasileiro ultrapassou em quase um milhão a meta estabelecida para atendimento de famílias pelo programa Luz para Todos. Ao responder pergunta de Roberto M. Ferreira, vendedor em Cuiabá (MT), sobre as metas do programa e a sua implantação em outros países, a presidenta explicou que o Luz para Todos, lançado em 2003, tinha o propósito de levar energia elétrica para 2 milhões de famílias. A meta foi atingida em 2009, mas o programa continua em execução e já atendeu 2,9 milhões de famílias.

“A boa experiência do Luz para Todos chamou a atenção de diversos países da América Latina, África e Ásia e assinamos acordo de cooperação com quatro países e estamos negociando com outros catorze. Nós damos assistência técnica para os governos implantarem programas similares ao Luz para Todos, sem descuidar das nossas metas”, disse a presidenta.

“O Luz para Todos não serve apenas para iluminar os domicílios, mas também possibilita a utilização de diversos aparelhos eletroeletrônicos e impulsiona o trabalho no meio rural. A produção se multiplica e permite a comercialização dos excedentes. É essa revolução no campo que está encantando outros países, o que é motivo de orgulho para todos nós, brasileiros”.

Segundo Dilma, o Luz para Todos foi eleito pela ONU como programa referência para proporcionar o acesso das populações mais pobres do mundo à eletricidade.

Na coluna, a presidenta falou ainda sobre empréstimos consignados para segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A aposentada Iris da Rosa, moradora de Porto Alegre (RS), perguntou qual o controle o governo exerce sobre agentes financeiros que oferecem empréstimo para idosos aposentados. Segundo a presidenta Dilma, os segurados do INSS que tiverem problema com empréstimo consignado podem registrar reclamação pelo telefone 135 ou pelo site do Ministério da Previdência Social: www.previdencia.gov.br. Os bancos, acrescentou, têm 10 dias úteis para responder ao INSS e, constatado o erro, dois dias úteis para devolver o dinheiro.

“Várias medidas foram tomadas para proteger o aposentado. Por exemplo, o valor do empréstimo tem que ser depositado na conta do segurado e, na assinatura do contrato, a instituição tem que fornecer cópia com o total financiado, o valor e o número de prestações, além da soma do que será pago”.

Dilma também respondeu o estudante Gildásio Brito, estudante em Barra do Corda (MA), que questionou o investimento do governo para melhoria da saúde pública no Brasil. Ela lembrou que várias medidas foram adotadas pelo governo para melhorar os serviços de saúde, como o Melhor em Casa, que prevê atenção domiciliar aos pacientes do SUS.

Além disso, ressaltou a presidenta, foi lançado o Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica para avaliar o atendimento nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). Os recursos para custeio repassados pelo governo federal podem ser dobrados para as UBS que cumprirem as metas de qualificação do trabalho das equipes de saúde.

A presidenta destacou ainda o Rede Cegonha, que garante cuidados que vão desde o planejamento da gravidez até o segundo ano de vida da criança.

“Atualmente 2.731 municípios já iniciaram o processo de adesão com previsão de atendimento de 1,58 milhão de gestantes em todo o país. São grandes vitórias que demonstram que estamos no caminho certo”.

Fonte: Blog do Planalto, em 08/05/2012

 

LEIA TAMBÉM:

 
 
Banner
Banner