Home Notícias Infraestrutura PNBL: banda larga popular alcança quase 1.400 cidades

Mídias Sociais

Facebook Twitter RSS Feed 

Newsflash

Brasil inclui no documento da Rio+20 diretriz que associa renda mínima a iniciativas sustentáveis

Milhares de pessoas que vivem em situação de extrema pobreza em todo o mundo podem ser beneficiadas pela inclusão da proposta brasileira de criação do Piso de Proteção Socioambiental Global no documento final da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20. A iniciativa é inspirada em políticas públicas que obtiveram êxito ao garantir uma renda mínima para a população vulnerável, em conjunto com ações de recuperação e preservação ambiental. Além da Bolsa Verde brasileira, há outros programas com características semelhantes na Europa, Índia e América Latina.

Leia mais...
Follow us on Twitter

Quem está on-line

Nós temos 32 visitantes e 4 membros online
  • elgreavermiche
  • erdheeneyrayfo
Banner
Banner
PNBL: banda larga popular alcança quase 1.400 cidades PDF Imprimir E-mail
Escrito por Marcio Leal   
Ter, 19 de Junho de 2012 08:12

O Ministério das Comunicações divulgou esta semana que, um ano após o acordo entre governo e operadoras para a oferta de banda larga popular, 1.396 cidades brasileiras contam com o serviço. O compromisso assumido pelas concessionárias foi oferecer conexão banda larga, na velocidade de 1 Mbps (megabit por segundo), ao valor mensal de R$ 35 (com impostos).

A lista completa dos municípios atendidos pode ser conferida no site do MiniCom. As informações são classificadas por Estado. Ao clicar na localidade desejada, aparece na tela do usuário a lista de cidades atendidas pela concessionária.

Segundo o diretor do departamento de banda larga do MiniCom, Artur Coimbra, o Ministério vem realizando um acompanhamento detalhado das ações desenvolvidas pelas concessionárias, com o objetivo de garantir o cumprimento do programa. “A intenção dessa divulgação é permitir que o cidadão saiba onde já existe essa oferta, para que ele possa cobrar a prestação do serviço no município onde reside”, diz.

O acordo assinado em junho do ano passado prevê que até 2014 todos os municípios brasileiros deverão contar com oferta popular de internet em alta velocidade.

Fonte: IPNews, em 15/06/2012

 

LEIA TAMBÉM:

 
 
Banner
Banner