Home Notícias Acontece nos Estados MT começa a complementar renda de famílias em extrema pobreza

Mídias Sociais

Facebook Twitter RSS Feed 

Newsflash

Artigo: Por um novo paradigma de desenvolvimento, de Márcio Leal

A economia mundial passa por uma grave crise: as, até então consideradas, economias desenvolvidas, tiveram seus alicerces balançados, trazendo insegurança social e financeira para a população dos EUA e Europa, com o risco de contagiar todo o resto do mundo globalizado, principalmente os países em desenvolvimento, como Brasil, Índia e China.

Leia mais...
Follow us on Twitter

Quem está on-line

Nós temos 19 visitantes e 1 membro online
  • Qtesteret33Q322qnew7
Banner
Banner
MT começa a complementar renda de famílias em extrema pobreza PDF Imprimir E-mail
Escrito por Marcio Leal   
Ter, 17 de Julho de 2012 23:20

A partir desta quarta-feira (18), famílias em situação de extrema pobreza beneficiárias do programa Bolsa Família começam a receber, em Mato Grosso, complementação de renda de até R$ 100. O benefício, conhecido como Panela Cheia, é fruto de acordo entre o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e o governo estadual. A ação vai atingir 18 municípios e mais de 6 mil famílias – o equivalente a 26 mil pessoas. A meta do estado é chegar a 10 mil lares.

Podem ter acesso à complementação de renda as famílias que, mesmo recebendo o Bolsa Família e o Brasil Carinhoso (destinado a crianças de até 6 anos), permanecem com renda por pessoa abaixo de R$ 70. O pagamento do benefício será feito por meio de um cartão único – junto com o Bolsa Família. Até o fim do ano, o governo estadual deve desembolsar mais de R$ 7 milhões.

Dados do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal em março mostram que mais de 18 mil famílias estão em situação de extrema pobreza em Mato Grosso. Antes da ação do Brasil Carinhoso, esse número era de 38 mil. Segundo a superintendente de Transferência de Renda da Secretaria de Trabalho e Assistência Social do Mato Grosso, Laurair de Souza Grossi, o benefício voltado à primeira infância alterou o alcance do Panela Cheia.

“A meta era atender neste momento as 10 mil famílias. No entanto, com a ação do Brasil Carinhoso, caiu o número de famílias que entrariam nessa faixa de renda abaixo dos R$ 70. Agora, temos que seguir com o programa no restante do estado”, aponta Grossi.

Segundo o diretor do Departamento de Benefícios da Secretaria Nacional de Renda de Cidadania (Senarc) do MDS, Walter Emura, esse tipo de ação melhora a qualidade de vida das famílias extremamente pobres. “A complementação garante renda mínima necessária para a superação da extrema pobreza, criando condições para que, em conjunto com outras ações federais, estaduais e municipais, as famílias possam ter uma vida mais digna e ser inseridas nas oportunidades geradas no país.”

A complementação de renda feita pelo estado e os benefícios federais do Bolsa Família e do Brasil Carinhoso fazem parte do eixo de garantia de renda do Plano Brasil Sem Miséria. Os outros eixos são inclusão produtiva e acesso a serviços públicos.

Confira a lista dos 18 municípios mato-grossenses contemplados:

Acorizal
Alto Paraguai
Barão de Melgaço
Chapada dos Guimarães
Cuiabá
Diamantino
Jangada
Nobres
Nortelândia
Nossa Senhora do Livramento
Nova Brasilândia
Nova Maringá
Planalto da Serra
Poconé
São José do Rio Claro
Rosário Oeste
Santo Antônio do Leverger
Várzea Grande

Fonte: Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, em 17/07/2012

 

LEIA TAMBÉM:

 
 
Banner
Banner