Home Notícias Desenvolvimento Social Pequenos agricultores do Paraná fornecerão alimentos para instituições públicas

Mídias Sociais

Facebook Twitter RSS Feed 

Newsflash

Brasil inclui no documento da Rio+20 diretriz que associa renda mínima a iniciativas sustentáveis

Milhares de pessoas que vivem em situação de extrema pobreza em todo o mundo podem ser beneficiadas pela inclusão da proposta brasileira de criação do Piso de Proteção Socioambiental Global no documento final da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20. A iniciativa é inspirada em políticas públicas que obtiveram êxito ao garantir uma renda mínima para a população vulnerável, em conjunto com ações de recuperação e preservação ambiental. Além da Bolsa Verde brasileira, há outros programas com características semelhantes na Europa, Índia e América Latina.

Leia mais...
Follow us on Twitter

Quem está on-line

Nós temos 39 visitantes e 2 membros online
  • Soniahigma
  • ddodeni
Banner
Banner
Pequenos agricultores do Paraná fornecerão alimentos para instituições públicas PDF Imprimir E-mail
Escrito por Marcio Leal   
Ter, 09 de Outubro de 2012 21:43

Os pequenos agricultores do Paraná serão os primeiros a participar do contrato de venda direta de produtos para uma instituição pública. Nesta sexta-feira (05), a universidade federal do estado (UFPR) lança um edital para a compra de alimentos produzidos pela Agricultura Familiar, que serão destinados aos restaurantes universitários.

Na semana passada, foi publicado o Decreto 7.775/2012, que criou uma nova modalidade no Programa de Aquisição de Alimentos do Governo Federal. A partir da resolução ficou estabelecida a dispensa de abertura de licitação por parte de órgãos públicos para a compra de alimentos provenientes de pequenos produtores.

Com a medida, os produtos poderão ser adquiridos por instituições federais, estaduais e municipais que forneçam refeições regularmente, como rede pública de educação, forças armadas, unidades de saúde e sistema prisional.

No Paraná, o primeiro contrato de venda direta de produtos para a UFPR deve ser acertado com vinte mil famílias de uma cooperativa de assentados do estado. Nesse primeiro contrato, está prevista a compra de arroz, mas a universidade já manifestou interesse pela aquisição de outros produtos no próximo ano, como derivados de leite, hortifrutigranjeiros e feijão.

Nos restaurantes universitários da UFPR são servidos, em média, 7.500 refeições por dia. Somente de arroz são consumidas 70 toneladas durante o ano.

Fonte: Radioagência NP, em 05/10/2012

 

LEIA TAMBÉM:

 
 
Banner
Banner