Home Governo Lula O que rolava Aposentado já pode imprimir contracheque em terminais

Mídias Sociais

Facebook Twitter RSS Feed 

Newsflash

Ceará receberá recursos para combater o crack

O estado do Ceará e a prefeitura de Fortaleza assinaram, na terça-feira (31/7), o termo de adesão ao programa do governo federal Crack, é possível vencer. Com o pacto, começam e são fortalecidas ações para aumentar a oferta de tratamento de saúde e atenção aos usuários drogas, para enfrentar o tráfico e as organizações criminosas e para ampliar atividades de prevenção. Serão investidos no estado R$ 111,7 milhões até 2014 – R$ 79,6 milhões do Ministério da Saúde, R$ 24,8 milhões, do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate a Fome, e R$ 7,3 do Ministério da Justiça.

Leia mais...
Follow us on Twitter

Quem está on-line

Nós temos 20 visitantes e 3 membros online
  • apasqualealde
  • Proodwito
Banner
Banner
Aposentado já pode imprimir contracheque em terminais PDF Imprimir E-mail
Escrito por Marcio Leal   
Sex, 13 de Agosto de 2010 00:03

Aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) já podem retirar seus comprovantes de benefício em qualquer caixa eletrônico do Banco do Brasil (ou no portal www.bb.com.br). O serviço para retirar o contracheque dos benefícios está disponível tanto para correntistas do Banco do Brasil quanto não correntistas. O BB faz o pagamento de 7,2 milhões de aposentados e pensionistas e possui mais de 43 mil terminais de autoatendimento.

Até agora, o contracheque da Previdência Social só podia ser retirado pela internet e nas agências da Previdência. A medida é resultado de acordo entre o Ministério da Previdência, o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) e a Federação Nacional dos Bancos (Febraban), sendo que o Banco do Brasil foi um dos primeiros a implementá-la.

A princípio, só BB, Banco Mercantil e Bradesco emitirão o documento. Esses bancos atendem a cerca de 13 milhões de aposentados e pensionistas. Até setembro, outros 14 bancos que mantêm convênio com o INSS para pagar aposentadorias e pensões deverão também emitir o comprovante, incluindo os outros beneficiários no sistema.

O acordo para permitir que o comprovante seja emitido em qualquer caixa eletrônico da instituição financeira em que o segurado recebe o benefício firmado nesta quinta-feira (12), na sede do INSS, em Brasília, com a presença do presidente Luis Inácio Lula da Silva; do ministro da Previdência, Carlos Eduardo Gabas; do presidente do INSS, Valdir Moysés Simão; e do presidente do Banco do Brasil, Aldemir Bendine.

Vantagens

Não haverá cobrança de tarifas para a primeira consulta mensal impressa e isenção total para consulta em tela sem impressão. Na internet, o serviço também não será cobrado. O novo serviço simplifica a vida do beneficiário que passa a obter no próprio banco onde recebe, não apenas o seu dinheiro, mas também informações que antes só estavam disponíveis no INSS (pessoalmente ou pela internet).

Já para o INSS, as vantagens são economia de impressão e postagem de documentos, processamento de consultas, melhoria no atendimento e redução de filas. Além disso, as impressões feitas em terminais de auto-atendimento gastam menos papel e tinta, contribuindo diretamente para a preservação do meio-ambiente.

Atualmente, os correntistas do BB já podem imprimir extratos com suas informações previdenciárias nos terminais de auto-atendimento e no portal bb.com.br.

O extrato do INSS traz informações cadastrais, vínculos de emprego e remunerações do trabalhador, além histórico de créditos e débitos, valor da renda mensal, imposto de renda retido, empréstimo consignado e valor líquido para saque ou crédito em conta.

O segurado tem acesso a todos os seus vínculos informados desde 1976. Já as remunerações mensais, que serviram de base para as contribuições previdenciárias, são visualizadas a partir de julho de 1994. De acordo com a lei, apenas as contribuições desta data em diante são utilizadas no cálculo do valor do benefício.

Caso identifique alguma divergência, o segurado deve procurar a Previdência Social para regularização, de forma a agilizar o processo de concessão quando for se aposentar.

Fonte: Banco do Brasil

 
 
Banner
Banner