Home Governo Lula O que rolava Brasil atinge 2,4 milhões de novos empregos e bate mais um recorde

Mídias Sociais

Facebook Twitter RSS Feed 

Newsflash

Prévia do PIB: crescimento da economia em junho é o maior em 14 meses

A economia brasileira cresceu mais do que o esperado em junho, indicando que a atividade já estava dando sinais de recuperação. O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), considerado uma espécie de prévia do Produto Interno Bruto (PIB), subiu 0,75% em junho frente a maio. É a maior elevação mensal desde março de 2011 (quando a expansão ficou em 1,47%).

Leia mais...
Follow us on Twitter

Quem está on-line

Nós temos 20 visitantes online
Banner
Banner
Brasil atinge 2,4 milhões de novos empregos e bate mais um recorde PDF Imprimir E-mail
Escrito por Marcio Leal   
Sáb, 20 de Novembro de 2010 17:38

Ao criar mais 204 mil novos empregos em outubro, o mercado de trabalho brasileiro superou um recorde: com os mais de 2,4 milhões de novos postos de trabalho oferecidos em 2010 ultrapassou em 12% o recorde anterior, de 2008, quando alcançou a marca de 2,1 milhões.

Em Niterói/RJ, durante a cerimônia de lançamento ao mar do navio Sérgio Buarque de Holanda, o presidente Lula recorreu a uma comparação: “Enquanto nos Estados Unidos teve 60 mil empregos a menos, aqui no Brasil nós criamos 2,5 milhões, de trabalhador com a carteira profissional assinada, registrada, contando tempo para a sua aposentadoria”.

Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, em termos setoriais, entre os 25 subsetores, oito apresentaram saldos recordes e cinco ficaram com o segundo melhor desempenho para o período. Assim, chegou-se ao patamar de 43,5 milhões de trabalhadores formais, sendo 35,4 milhões deles celetistas, mais alto índice em toda a história do Brasil.

Para o ministro Carlos Lupi (foto), há grande probabilidade do Brasil cumprir a meta de criar 2,5 milhões de novos empregos neste ano. Sua avaliação indica que novembro deve contribuir bastante para isso. Ele acredita que as demissões que ocorrerão em dezembro serão em número inferior aquelas que aconteceram no mesmo mês de 2009.

Destaque para o Nordeste

Em outubro, 24 Estados expandiram o emprego com carteira de trabalho. Entre eles, seis obtiveram saldos recordes e quatro o segundo melhor saldo para o mês. As cinco regiões do país conseguiram resultados positivos.

No Sudeste foram criadas 92.594 vagas. O Sul registrou 48.891 novos empregos no mês passado, enquanto o Norte apresentou elevação de 7.018 postos, e o Centro-Oeste atingiu mais 3.010 empregos. O destaque, porém, ficou com o Nordeste, que abriu 53.291 novos postos formais, melhor resultado para a região desde 1992.

O segmento de serviços teve a melhor performance em outubro, com 86.207 novos empregos formalizados. O comércio registrou 81,347 novas vagas, índice inédito para o mês. Já as contratações na indústria de transformação totalizaram de 46.932 vagas. A construção civil fechou o mês abrindo 11.412 vagas.

Fonte: Brasília Confidencial, em 20/11/2010

 
 
Banner
Banner